Arquivos do Blog

NNNOOOOO!!! NNYAAAAAHHHH!!!

OK, antes de mais nada, lembra daquele post que eu fiz há algumas semanas falando sobre os caras do Extra Credits? Bem, eles arranjaram emprego no Penny Arcade TV, então a partir de agora você pode ver os vídeos deles aqui: http://www.penny-arcade.com/patv/show/extra-credits. E se você liga para videogames em qualquer plano de existência, você é praticamente obrigado a assistir isso.

Enfim.

Eu gosto de Star Wars. Eu gosto de tudo desde o barulho dos sabres de luz até o rosto sem expressão e ainda assim estranhamente intimidador do Darth Vader, passando pelos grunhidos do Chewbbaca e as frases sábias do Mestre Yoda. Sim senhor, a trilogia antiga do Star Wars é um clássico.

E aí veio aquele idiota do George Lucas e estragou tudo.

Não, eu não estou falando só da trilogia nova, eu admito sim que ela no geral é uma porcaria, mas ainda tem seus momentos, especialmente a luta entre Yoda e Imperador Palpatine (e eu juro que se alguém defender a criação do Jar Jar Binks como um personagem realmente divertido eu vou me enforcar com meu próprio intestino). O que eu estou reclamando é o fato de George Lucas não se cansar de mudar as cenas da trilogia antiga todas as vezes que faz uma remasterização nova. E eu acho que agora ele acabou de fazer a pior de todas.

Você se lembra da cena no final de “O Retorno de Jedi”, onde o Vader resolve ajudar o Luke e joga o Imperador no poço? Era um momento climático do filme, e um momento onde tudo finalmente era solucionado. E a parte mais incrível é que Vader não dizia nada. Ele só ficava lá, parado, olhando o Imperador eletrocutar Luke, seu filho, e olhava de um para o outro, tendo um debate interno, até finalmente decidir fazer a coisa certa e acabar com o Imperador de uma vez por todas. O grande tchans da cena está na falta de diálogo.

Até agora.

Na nova versão remasterizada para Blu-Ray, a cena foi editada, e inseriram um grito de “NÃÃÃÃÃÃOOOOO!!!!” feito pelo Vader que é completamente estúpido. Lembra no final de “A Vingança dos Sith”, quando o Vader gritava “não” por causa da mulher dele ter morrido? Já era idiota lá, e continua aqui. Eu suponho que o George Lucas queria justificar a existência daquele grito fazendo com que ele passasse a ser recorrente.

Aqui, olha só:

Sinceramente, eu estou cada vez mais convencido que a trilogia original foi tão boa desse jeito por puro acidente. O George Lucas claramente não tem a menor noção do que fez os filmes antigos dele serem bons, e ele faz questão de continuar mexendo neles, estragando mais e mais sua obra-prima. É deprimente.

Bem, mudando um pouco de assunto dentro do departamento “gritos idiotas”, eu assisti ao último filme do Harry Potter mês retrasado, e reparei novamente em algo que fica aparecendo desde o quinto filme: o grito do Voldemort.

Você sabe do que eu estou falando. Toda vez que o Voldemort lança um feitiço, ou está com raiva, ou faz praticamente qualquer coisa que requer esforço, ele solta um gemido que eu só consigo escrever como “NNNNNYAAAAAAAAAHHHHH!!!!”

Por exemplo:

(E isso é só no trailer do último filme, o filme em si tem ainda mais)

Não é ameaçador, não tem nada a ver com o personagem, só é cômico. Eu ainda não entendi o propósito disso, mas no último filme estava tão frequentemente que eu sinceramente perdi a conta de quantas vezes ele soltou o grito.

Erm, yep. Isso é basicamente tudo que eu tenho pra postar.

Ah, pera, tinha essa tirinha relacionada:

Comic #30

Tchau.

Extra Credits, e a Polêmica no Escapist

Leitores frequentes do meu blog sabem que eu sou apaixonado por videogames. Eu os vejo como uma nova forma de arte (uma que ainda está nascendo e portanto precisa de mais exploração para ficar refinada), e gosto de promovê-los para que um dia sejam tão difundidos quanto cinema ou literatura.

O que provavelmente poucos costumam lembrar é que eu sou um aspirante a designer de games também. Tenho algum conhecimento de programação e costumo brincar com programas de design de games como Game Maker, Unreal Development Kit, e Unity. Ainda não cheguei a fazer algo que mereça atenção mas pelo menos eu aprendo um pouco.

O caso é que um designer de jogos precisa de mais do que apenas saber programar e prototipar um game.  Você precisa (especialmente se planeja fazer um jogo pequeno e sem mais ninguém na sua “equipe”) saber um pouco de psicologia, para projetar o cenário de uma forma que faça o jogador saber intuitivamente para onde ir. Você precisa prestar atenção aos detalhes que criem um mundo próprio, e precisa saber caracterizar esse mundo e os personagens que vivem nele (no caso isso é um pouco mais a função de um roteirista, mas novamente, eu estou supondo que você está fazendo tudo sozinho, ou que pelo menos supervisiona o projeto inteiro).

No geral, existem muitos livros caros falando sobre esses assuntos, e é um pouco difícil saber qual é o melhor. Felizmente, existem dois caras que fazem vídeos para ainternet e falam muito sobre o assunto: James Portnow, designer de games profissional, e Daniel Floyd, animador na subdivisão do Canadá da Pixar. Juntos (e com a ajuda da ilustradora Allison Theus), eles criaram uma série de vídeos no YouTube chamada Extra Credits, que você pode ver no canal http://www.youtube.com/user/kirithem .

Mas então, os vídeos ficaram muito populares, e o grupo acabou sendo contratado pelo site de jogos Escapist Magazine, o mesmo que contratou o crítico de jogo Ben “Yahtzee” Croshaw, do qual eu já falei aqui antes. Então os outros vídeos foram para nesta página aqui http://www.escapistmagazine.com/videos/view/extra-credits .

Agora, antes de entrar na próxima parte, eu quero dizer que todos os vídeos deles são o máximo, e que você deveria ir ver agora. Eles são interessantes até mesmo para que só gosta de jogar games mas nunca quis virar um designer. Para pessoas que querem virar designers, como eu, é uma verdadeira mina de ouro. Eles falam sobre quais as habilidades que um bom designer precisa, o que faz um bom game de terror, como tratar se assuntos como diferença de opção sexual e integração social em jogos, como adaptar gêneros de games ao novo mercado online de microtransações como os games de Facebook, etc, etc.

Mas enfim, recentemente eles tiveram um monte de problemas com o site, porque aparentemente não estavam sendo pagos, e a ilustradora do grupo teve um problema no braço e precisava fazer uma operação para não perder completamente a capacidade de desenhar, e aí o site falou que tinha enviado todo o pagamento atrasado mas não enviou nada, e James e Dan angariaram fundos pelo Rockethub para pagar pela cirurgia, e o site disse que aqueles fundos pertenciam a eles por questões legais, etc, etc, e foi uma bagunça geral. Eu ainda não consegui compreender quem estava errado nessa história, mas se você se interessa em ler esse tipo de coisa, está tudo resumido aqui.

Mas enfim, com isso eles acabaram decidindo sair do site e voltar ao YouTube. Por alguma razão mudaram de canal, então os vídeos novos agora estão em http://www.youtube.com/user/ExtraCreditz .

E basicamente é isso. Divirta-se vendo todos os vídeos, tem material suficiente pra você ficar assistindo por uns dias. Agora se me dá licença,  vou voltar a jogar Terraria.

%d blogueiros gostam disto: