Arquivos do Blog

A Lua, os Amigos e a Roça

Ah, eu me lembrei que tenho esse tal de blog que eu devia atualizar com alguma frequência… Qual era o endereço mesmo? Hehehe, brincadeirinha.

Mas então, pessoal: essa semana faz 40 anos que o homem pisou na Lua. Uma data histórica, certamente. Mas histórica também pela criação do Dia do Amigo.

Agora, você deve estar se perguntando: “Mas o Dia do Amigo não é daquela propaganda da Skol?” Não, meu amigo, é bem mais antigo que isso…

O Dia do Amigo foi adotado em Buenos Aires, na Argentina, com o Decreto nº 235/79, sendo que foi gradualmente adotado em outras partes do mundo.

A data foi criada pelo argentino Enrique Ernesto Febbraro. Ele se inspirou na chegada do homem à Lua, em 20 de julho de 1969, considerando a conquista não somente uma vitória científica, como também uma oportunidade de se fazer amigos em outras partes do Universo. Assim, durante um ano, o argentino divulgou o lema “Meu amigo é meu mestre, meu discípulo e meu companheiro”.

Aos poucos a data foi sendo adotada em outros países e hoje, em quase todo o mundo, o dia 20 de julho é o Dia do Amigo, quando as pessoas trocam presentes, se abraçam e declaram sua amizade umas às outras, na teoria.

Então, aproveitando o tema do post, vou falar sobre como foi o fim de semana na roça: ABSOLUTAMENTE DEMAIS!!!

Bem, se eu preciso resumir bem, digamos assim: houve algumas horas de jogos de tabuleiro (onde jogamos Senhor dos Anéis e um jogo de terror/suspense chamado Death Angel), algumas horas de jogos de cartas (onde jogamos A Coisa e Mini-Mau) mais ou menos duas horas de jogos de fala (Não Diga Calças e Quem Sou Eu, um jogo que eu fiz inspirado no Akinator). Depois, também teve algumas horas de pausa para comer, uma hora para desenhar, e uma hora andando de cavalo. Mas a parte que eu mais gostei foi, definitivamente, as inúmeras horas em que eu e meus amigos ficamos conversando sobre assuntos variados, e lembrando músicas de filmes e seriados de televisão antigos.

No geral, um ótimo fim de semana, a ser lembrado por gerações e gerações. Teve uma hora em que nós resolvemos desenhar uns aos outros de armadura. Vou postar aqui os desenhos:

Do Lucas:

OgAAAFTEmeaNe7iR3-bt3Shw6l5u1r5WXq5-HJOiIadOoRajoMbJuwJg2McohlALuCDIytIT5jWSfyAD35E2bQF_O6wAm1T1UEf1eRC_tRlEcGMQB5Dmx_mfnu_J

Do Yuri:

OgAAAMv7khJoJwuKFE9AUhxeXcmucpMcsjuF40_MMICvSxWJ5my_21kvCKMUPZZwpmBJRTJM8J4kOK3OKLQpErXSlewAm1T1UFw-sAJP4hQG1EcNLITMeWXzMYeJ

Meu (eu fiz o desenho rápido, ficou meio rascunhado):

 caderno

O desenho do Danilo ainda não foi escaneado, mas quando for eu atualizo o post.

Por fim, uma foto do grupo:

OgAAAPQzRlMKDGNddTT0CsLqZiUc9eLkSocTMRMfmciq7luzdA-X9S9ckrRUX_QUcqer_kjAWancI8vi2u7loiPss9gAm1T1UMek20vZnbL082Z8U_d_H1vkK9OT

Eu sou o cara no canto esquerdo sorrindo, o Yuri é o de chapéu, o Lucas é o mais à direita, a garota de pé é a irmã do Yuri, a sentada é amiga dela, o cara entre o Lucas e a garota sentada é o Danilo, e o cara ao meu lado que está escondendo o rosto é o Klaus (Klaus, nós te saudamos).

Enfim, novos posts em breve. Até mais!

Um estranho é um amigo que ainda não conhecemos. – Luther Powell

A frase acima deixa o assunto deste post bem auto-explicativo: amigos. Bem, eu gostaria de reservar esse post para falar de três colegas do CTIG (ou COTEC), e também três grandes amigos:

  • Bruno Gabriel Silva dos Santos: Caramba, ESSE é um cara sociável. É verdade que ele é meio preguiçoso às vezes, mas quem não é? Ele pode ser um pouco irritado de vez em quando, mas eu posso garantir: esse cara já fez muitos amigos, e vai fazer mais ainda. Pra qualquer lugar que ele for, vai fazer novas amizades, e isso com certeza vai não só alavancar sua carreira profissional, como vai fazer dele uma pessoa melhor.
  • Douglas Imoto Sato: Esse cara é um GÊNIO. Não se deixe enganar pelo seu jeito atrapalhado, o que quer que esse cara decidir fazer da vida, ele vai fazer, e vai ser o máximo nisso. É extremamente esforçado, e tem um raciocínio que eu só vi em poucos. É verdade que às vezes é um pouco imprevisível, mas isso o torna mais legal e interessante. É também um ótimo cara com quem conversar.
  • Willian Daniel Máximo Rosa: Cara, se eu pudesse escolher alguém pra ser Presidente do Mundo, seria ESSE cara. Ele tem uma mente político-econômica brilhante, que eu nunca vi em nenhuma outra pessoa, e se preocupa com o Meio Ambiente como pouquíssimos. É praticamente o Al Gore em forma de adolescente (e é um grande fã do próprio). Tenho a forte sensação que ele ainda vai fazer algo que vai ter um grande impacto mundial, sem dúvida pra melhor.

Bem, vou ficando por aqui, mas antes, os links para homenagear o quarteto fantástico:

Bruno Gabriel Silva dos Santos

Diego Lombo  Machado

Douglas Imoto Sato

Willian Daniel Máximo Rosa

Até mais, colegas!!

%d blogueiros gostam disto: