7 Substâncias Feitas Pelo Homem Que Riem na Cara da Física

O Lucas me passou o link para esse site, e eu achei muito legal, quem quiser pode ver o original aqui (em inglês): http://www.cracked.com/article_17476_7-man-made-substances-that-laugh-in-face-physics.html

Para quem não entende inglês, eu vou postar uma versão traduzida e resumida (e por resumida eu quero dizer que tirei as frases que tinham muito besteirol):

O universo é cheio de substâncias estranhas como metal líquido e seja lá qual for o conservante que mantém Larry King vivo. Mas a humanidade não está feliz em aceitar a estranheza da natureza quando podemos criar as nossas próprias abominações da ciência que, devido ao milagre da tecnologia, cospem na cara da natureza e a chamam de retardada.
É por isso que criamos…
  • FERROFLUIDOS

O que você tem quando você suspende nanopartículas de ferro composto em uma solução coloidal de água, óleo e um surfactante? A verdadeira resposta é ferrofluidos, porém você deve estar orgulhoso se você sabia o que “surfactante” significa (eu não sei nem se essa é a tradução certa).

Um ferrofluido é um líquido que reage a campos magnéticos em maneiras complicadas que fazem você pensar que a ciência é tanto mágica quanto potencialmente má. Eles têm múltiplas aplicações no mundo real, muitas das quais são muito incríveis, e nenhuma com que você vá se importar após ver isso:

O que acontece é que quando um campo magnético é aplicado no fluido, as partículas de ferro composto se alinham a ele. Quando isso acontece, o líquido se torna um fluido-sólido. Isso mesmo, ferrofluidos são a primeira geração do T-1000 (referência ao Exterminador do Futuro 2), só que metálico preto e, portanto, 10 vezes mais incrível.

Ferrofluidos têm um grande número de utilizações bastante mundanas, de lubrificar e proteger discos rígidos a fornecer condução de calor em alto-falantes, mas o seu uso principal é parecer incrível.

A capacidade de tornar-se sólido ou líquido com a aplicação de um campo magnético, também os torna ideais para amortecedores de choques controlados por computadores em Ferraris; a NASA usa-os para a assistência de alta tecnologia de altitude de vôo, e como um giroscópio em naves espaciais. A Força Aérea usa seu campo magnético absorvendo propriedades para fazer aviões invisíveis aos radares.
  • AEROGEL

Não é o tijolo na foto aí em cima, é o material sob o tijolo. Aerogel, também chamado de “Fumaça congelada”, é  praticamente inexistente, mas ainda existe de alguma forma. Trata-se de 99% ar, com o resto sendo dióxido de silício ou resíduos ou seja o que for, e parece magia. Sua estrutura faz com que seja um péssimo condutor e, assim,torna-o um excelente isolante. Em outras palavras, aerogel é também à prova de fogo.

Além de ser incrivelmente resistente ao calor, aerogel pode também suportar até 4000 vezes seu peso, o que envergonha o ar normal. Para colocar em termos totalmente absurdos, se o ar desse uma festa, enquanto o aerogel estivesse ocupado ficando com todas as garotas bonitas, o perdedor do oxigênio estaria se certificando de que todos trouxeram convites. Isso é o quanto o aerogel é muito mais legal. Dane-se, oxigênio.

As roupas que astronautas utilizam são preenchidas com ele, para impedir o frio do espaço de, você sabe, matá-los. Aerogéis mais transparentes estão sendo feitos para isolar janelas, ou criar a bola de pingue-pongue mais leve do mundo, como você pode ver neste vídeo em 0:36:

  • PERFLUOROCARBONETOS

Perfluorocarbonetos são fluidos que contêm muito oxigênio, tornando possível respirar líquido. Já testaram nos anos 60 em camundongos, com um certo grau de sucesso … mais ou menos.

Os camundongos acabaram morrendo depois de serem imersos nele por algumas horas, possivelmente devido ao horror de afogamento, mas sem morrer, enquanto tentavam gritar nas suas minúsculas vozes de rato. Ao invés de assumirem que o fato de respirar líquido destruiu os diafragmas dos camundongos, os cientistas culparam as mortes pelas impurezas no líquido (provavelmente fezes de rato horrorizado).

Além de lento e tortuoso homicído de roedor, perfluorocarbonetos são utilizados para ultra-sons, e até mesmo sangue artificial. Mas antes de você sair para comprá-lo e encher a sua piscina para cerca de quatro horas de lazer nadando sem precisar subir para pegar ar, esteja ciente de que também são terríveis poluentes. Os piores criminosos têm uma vida média de 50.000 anos, e aquecem a atmosfera 6.500 vezes mais do que o dióxido de carbono, e Deus sabe quantos puns de vacas isso seria. Supervilões do mundo, nós esperamos que vocês estejam tomando notas.

  • CONDUTORES ELÁSTICOS

A probabilidade é alta de que alguns de vocês estejam lendo isto em uma tela LCD, enquanto o resto está fazendo isso em monitores monocromáticos de 13 polegadas que vieram com seus Windows 3.11. Mas, mesmo com o monitor LCD, alguns laptops ainda pesam mais de 10 quilos. E embora não pareça muito, o nível de atrofia muscular experimentado pela média dos viciados em Warcraft faz com que pareça mil vezes mais pesado. No entanto, condutores elásticos poderiam consertar isso e tornar o trabalho ainda mais fácil.

Condutores elásticos são feitos de “líquido iônico” misturado com nanotubos de carbono. Cientistas estão muito animados sobre isso, porque você pode passar uma corrente por ele e ele irá esticar para duplicar seu tamanho original, e depois pular de volta para o lugar como se nada tivesse acontecido. O fato é que você pode desenrolar o computador fino como papel da foto acima.

Além de fazer telas que podem ser enroladas e guardadas no nosso bolso de trás, um grande número de cientistas e médicos querem usar condutores elásticos para fazer câmeras com lentes flexíveis… para serem montadas na parte de trás do globo ocular.

Namoradas de todo o mundo vão realmente começar a gravar cada palavra de seus namorados, e homens no banheiro ficarão infinitamente mais paranóicos se pegarem um outro cara olhando para eles.

  • FLUIDOS NÃO-NEWTONIANOS

Um fluido não-newtoniano, em termos práticos, é um líquido que vira sólido quando stresss suficiente é aplicado. Como, por exemplo, o impacto de pés:

Eles têm o poder de fazer idiotas andarem sobre a água como Jesus (o que é excepcionalmente legal nos primeiros 30 segundos do vídeo e, em seguida, imbecil no resto).

Nossos amigos militares querem utilizá-los para armadura corporal. A idéia é de que os fluidos permitiriam tecidos moles e macios, mas que endurecem com o impacto de uma bala. Seria como vestir um suéter de geléia que funciona como um colete à prova de bala.
  • ALUMÍNIO TRANSPARENTE

Você pode se lembrar de Star Trek IV na cena em que Scotty pede um pouco de alumínio transparente para que eles possam roubar baleias para o futuro (o que fez muito mais sentido na época). Enfim, no filme o material confundiu os engenheiros para os quais ele descreveu, visto que é uma substância milagrosa vinda de séculos no futuro.

Na realidade, alumínio transparente tem existido faz um tempo. Originalmente, eram apenas velhas e chatas safiras e rubis (ambos são cristais transparentes de alumínio), mas como vimos, a humanidade não está feliz em deixar natureza dar a última risada e temos agora a possibilidade de fazer alumínio transparente, que é um metal claro tão forte quanto o aço. Nossos sonhos de construção do jato invisível da Mulher Maravilha deram outro passo em direção à gloriosa realidade.

Os militares (de novo) querem usar para armaduras. E também, algo com lasers:

Alumínio transparente poderia lançar um mundo novo onde janelas desviam de balas, ou janelas de aviões não quebram quando batem em um ganso a Mach 4. A desvantagem é que se fizessem as janelas do carro disso, as pessoas que não usam os seus cintos de segurança deixam de viver o sonho de serem “atirado pela janela sem danos permanentes” no acidente, e mais provavelmente acabarem como “aquele cara cujo nariz espirrou o traseiro. “
  • NANOTUBOS DE CARBONO

Estas coisas são um material milagroso que irá um dia alimentar a energia de nossas casas, lançar-nos para o espaço, e muitas outras coisas. Os nanotubos de carbono foram os restos acidentais da experiência de um arco-soldador, e cientistas nerds espumam pela boca ao pensar nas suas possíveis utilizações.

Eles são o material mais forte já encontrado pela humanidade. O MAIS FORTE. Ainda mais forte do que o Hulk, cara. Um fiapo da espessura de um fio de cabelo pode suportar todo o peso de um carro, partindo do princípio de que não corte reto através do chassi. Apesar de que isso poderia ser ainda mais legal do que levantar um carro com cabelo artificial.

Há o pequeno, alguns podem dizer grande, problema de que os nanotubos de carbono têm apenas mícrons de comprimento, e colá-los juntos ponta a ponta até hoje tem sido impossível. Mas a Física não pode segurar a humanidade, e, recentemente, uma companhia de New Hampshire fez um blanquet do tamanho de um homem usando nanotubos, mostrando que a ciência sempre dirá “dane-se” à Mãe Natureza, quando ela estabelece limites.

Até agora, eles conseguiram fazer super-pequenos processadores de computador e circuitos de baixa resistência. No futuro, todas as apostas estão rolando. Tudo a partir de minúsculos supercomputadores até mesmo minúsculas, super-eficientes baterias, painéis solares mais eficientes a material finos como papel que podem parar uma bala, e elevadores espaciais.

Óculos com dobradiças que nunca quebram, torradeiras que fazem a torrada direito sempre, controle remotos de TV onde os números dos botões não desgastam, ventiladores que não vibram. Sacos de batatas que nunca ficam presos na máquina. Os nanotubos de carbono irão resolver tudo.

Anúncios

Sobre diegolomac

O cara que fez o blog que você provavelmente está lendo agora.

Publicado em 25/06/2009, em Ciência e Tecnologia e marcado como , , , , , , , , , , , , , , . Adicione o link aos favoritos. 3 Comentários.

  1. wekeuiwe aaah gostei do Aerogel!! @_@

  2. Muito interessante esse breve “compendium” mas o título é um pouco infeliz – usa-se muito conhecimento da Física e da Química para desenvolver esses materiais, que, na maioria, não são encontrados na natureza (feitos pelo homem), mas nanotubos de carbono já foram encontrados fora do laboratório…”riem na cara da natureza” talvez ficasse mais adequado – o cientista a partir do conhecimento científico utiliza elementos da natureza para produzir avanços científicos e tecnológicos…e por aí vai.

  1. Pingback: Bruno Gabriel

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: